00:22 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    2153
    Nos siga no

    O governador rebate declarações de Bolsonaro de que o Maranhão teria rejeitado um pedido do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para que a Polícia Militar garantisse a segurança do presidente em visita ao estado em 2020.

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), informou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, nesta terça-feira (26).

    "A mentira pode ser usada deliberadamente no debate político? O Presidente da República, com suas elevadas atribuições, pode costumeiramente mentir?", pergunta Dino no documento.

    No texto, o governador rebate declarações de Bolsonaro em entrevista dada à rádio Jovem Pan. Na ocasião, o presidente disse que Dino teria rejeitado um pedido do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para que a Polícia Militar garantisse a segurança de Bolsonaro em visita ao estado em 2020.

    "O fato, porém, nunca ocorreu. Não houve qualquer negativa por parte do governo do Maranhão, menos ainda do governador do Estado, para que as forças policiais apoiassem a segurança do presidente da República e de sua comitiva em território maranhense", diz ainda a queixa-crime.

    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Palácio do Planalto.
    © AP Photo / Eraldo Peres
    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

    Instruída a ação penal, o governador do Maranhão pede que o STF condene o presidente pela prática de crime de calúnia.

    "Nessa perspectiva, está configurada a prática do crime de calúnia, tendo como vítima o querelante, devendo o querelado responder pelos atos praticados no exercício de seu mandato", afirma no texto.

    Mais:

    Rejeição a Bolsonaro sobe para 40% e aprovação cai para 31%, segundo Datafolha
    'Bolsonaro desdenhou da vacina Sputnik V', diz ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha
    'Oportunistas': Doria diz que Bolsonaro mente ao assumir mérito por vinda de insumos da China
    Tags:
    Supremo Tribunal Federal, Segurança, Brasil, Maranhão, Flávio Dino, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar