05:30 06 Março 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)
    264
    Nos siga no

    O avião que trouxe as vacinas do Instituto Serum da Índia chegou na tarde desta sexta-feira (22) em São Paulo. Ele transporta dois milhões de doses da vacina contra a COVID-19 da Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca.

    A espera pelas vacinas produzidas pelo Instituto Serum chegou ao fim. O avião que saiu da Índia, de Mumbai, pousou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 17h20, horário de Brasília. Curiosamente, a cidade paulista esteve nos últimos dias no epicentro dos debates sobre vacinação no Brasil, em especial em meio aos embates entre Jair Bolsonaro e o governador João Dória.

    ​O carregamento foi recepcionado por três ministros. Eduardo Pazuello, da Saúde; Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; e Fábio Faria, das Comunicações. Eles estavam acompanhados do embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy.

    Um privilégio se juntar às excelências Ernest Araújo, o Ministério da Saúde e Fábio Faria para receber as vacinas em São Paulo! O Brasil é o primeiro país a receber tal remessa, refletindo nossa forte parceria!

    Após a chegada do avião em São Paulo, os imunizantes serão levados ao Rio de Janeiro ainda nesta sexta-feira (22), sendo armazenados pela Fiocruz. A distribuição das vacinas aos estados pelo Ministério deve acontecer no sábado (23), após as caixas passarem por um processo de rotulagem. Segundo a Fiocruz, que será a responsável pelo procedimento, o processo deve durar de três a quatro horas.

    ​​As vacinas da Índia

    A chegada das doses acontece após o governo da Índia ter liberado as exportações comerciais de vacinas contra a COVID-19, situação que atrasou o cronograma inicial previsto pelo Ministério da Saúde.

    ​Na semana passada, o governo federal anunciou que traria as vacinas na sexta-feira (15). Porém, um dia depois, a Índia anunciou que não liberaria a vacina, e só o faria após o início de sua campanha nacional de imunização.

    As vacinas produzidas na Índia chegam ao Brasil após ao que o governo indiano descreveu como a maior campanha de vacinação do mundo. De acordo com dados divulgados pelo país, a primeira etapa da imunização com grupos prioritários pretende vacinar 300 milhões de pessoas em seis meses.

    Funcionários descarregam caixas com vacina desenvolvida pela AstraZeneca e produzida no instituto Serum, na Índia
    © REUTERS / Amit Dave
    Funcionários descarregam caixas com vacina desenvolvida pela AstraZeneca e produzida no instituto Serum, na Índia

    Tema:
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)

    Mais:

    Agora vice, depois presidente: familiares celebram posse de Kamala Harris da Índia
    Após polêmica, Índia iniciará exportação de vacinas para Brasil e outros países
    Brasil paga à Índia mais que o dobro que países europeus pela vacina da AstraZeneca
    Tags:
    Índia, avião, Brasil, Oxford, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar