06:24 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)
    033
    Nos siga no

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disse nesta terça-feira (5) que prevê gastar R$ 59,4 milhões pela importação de dois milhões de doses prontas da vacina contra COVID-19 desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

    O imunizante será importado da Índia, onde é produzido pelo Instituto Serum, centro autorizado pela AstraZeneca para a produção da vacina.

    Segundo a Fiocruz, cada dose custará US$ 5,25 (R$ 27,75). No entanto, o valor final da compra, conforme publicou o portal G1, também inclui operação, armazenagem e transporte dos imunizantes.

    Em nota também nesta terça-feira (5), a Fiocruz disse que técnicos da fundação e da AstraZeneca se reuniram com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para discutir o pedido de uso emergencial do imunizante.

    "A Fiocruz aguarda o recebimento de informações da AstraZeneca e do Instituto Serum relativas à produção e ao controle de qualidade da vacina para submeter formalmente o pedido de autorização de uso emergencial da vacina à Anvisa. A expectativa é de que o pedido seja realizado ainda esta semana", afirmou a Fiocruz.

    Mais cedo, os ministérios de Relações Exteriores e da Saúde do Brasil afirmaram que as negociações entre a Fiocruz e o Instituto Serum se encontram em estágio avançado e que "a provável data de entrega dos imunizantes será em meados de janeiro".

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)

    Mais:

    'O Brasil está quebrado, chefe. Eu não consigo fazer nada', diz Bolsonaro a apoiadores
    Brasil gasta muito com sua imagem no exterior, mas o retorno é baixo, avaliam especialistas
    Canadenses estão frustrados com a lentidão da vacinação no país, diz Trudeau
    Após detectar nova cepa da COVID-19, Vietnã proíbe voos do Reino Unido e África do Sul
    Brasil volta a registrar mais de 1.000 mortes diárias pela COVID-19
    Prefeitura de Manaus determina 'estado de emergência' em meio ao aumento de casos de COVID-19
    Tags:
    COVID-19, Brasil, Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz, vacina, vacinação, imunidade, imunização, imunizante, novo coronavírus, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar