14:18 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)
    296
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores do Brasil confirmou nesta terça-feira (5) a importação de 2 milhões de doses da vacina de Oxford produzidas na Índia.

    Na última segunda-feira (4), o Instituto Serum, responsável por fornecer 2 milhões de doses da vacina para o Brasil, havia comunicado que o governo indiano não permitiria a exportação do imunizante produzido no país.

    "Está confirmada a importação de 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford produzidas na Índia, com data provável de entrega a partir de meados do corrente mês de janeiro", comunicou o Itamaraty, citado pelo G1. 

    No domingo (3), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) havia anunciado que compraria vacinas do Instituto Serum, da Índia. No entanto, houve uma reviravolta na segunda-feira (4) após o governo indiano afirmar que não liberaria a exportação da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a COVID-19 produzida na Índia, alegando que as exportações seriam barradas até que a população mais vulnerável da Índia seja imunizada.

    Com isso, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil entrou em negociação com o governo da Índia para possibilitar a entrega das doses prontas do Instituto Serum.

    Uma nota emitida na manhã desta terça-feira (5) pelo presidente do Instituto Serum atribuiu a controvérsia a uma "confusão", garantindo que "a exportação de vacinas está permitida para todos os países".

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)

    Mais:

    Vacina de Oxford tem 'proteção de 100%' contra formas graves de COVID-19, garante CEO da AstraZeneca
    Britânico de Oxford se torna 1º humano a receber vacina da AstraZeneca
    Após imunizante da Pfizer, México autoriza uso emergencial de vacina de Oxford
    Tags:
    Brasil, Índia, Oxford, vacinação, vacina, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar