01:45 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    52523
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro fez uma menção indireta ao possível presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, sem citá-lo nominalmente, e disse nesta terça-feira (10) que diplomacia não é suficiente para "fazer frente a tudo isso".

    Ao comentar sobre "um grande candidato a chefe de Estado" que ameaçou recentemente impor barreiras comerciais ao Brasil se ele não apagar o fogo na Amazônia, Bolsonaro disse ser necessário ter pólvora, ainda que não seja usada. As informações foram publicadas pelo jornal O Globo.

    "Assistimos há pouco um grande candidato à chefia de Estado dizer que se eu não apagar o fogo na Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil. Como é que nós podemos fazer frente a tudo isso? Apenas na diplomacia não dá. Porque quando acaba a saliva, tem que ter pólvora, se não, não funciona", disse o presidente brasileiro.

    ​No primeiro debate entre Biden e Trump, o candidato democrata falou sobre a questão climática, e citou o Brasil.

    "A Floresta Amazônica no Brasil está sendo destruída, arrancada. Mais gás carbônico é absorvido ali do que todo carbono emitido pelos EUA. Eu tentarei ter a certeza de fazer com que os países ao redor do mundo levantem US$ 20 bilhões e digam [ao Brasil]: "Aqui estão US$ 20 bilhões [R$ 108,3 bilhões], pare de devastar a floresta. Se você não parar, vai enfrentar consequências econômicas significativas", disse Biden à época.

    Mais:

    Biden reafirma que vai seguir a ciência: 'uma máscara não é uma declaração política'
    Com Joe Biden, brasileiros podem ter 'maior facilidade' de migração nos EUA, diz especialista
    Administrador da NASA diz que não vai continuar sob presidência Biden, mesmo que lhe seja pedido
    Administração Biden tem de completar saída de tropas dos EUA do Afeganistão, diz Talibã
    Erdogan parabeniza Biden e diz que quer estreitar laços com os EUA
    Tags:
    Eleições nos EUA, diplomacia, Joe Biden, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar