09:27 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)
    5724
    Nos siga no

    O prefeito da cidade de Itabuna (BH), Fernando Gomes, declarou em vídeo divulgado nas redes sociais que autorizará reabertura de estabelecimentos comerciais em 9 de julho.

    Ao anunciar a implementação do decreto que autorizará reabertura do comércio na cidade, o prefeito causou polêmica nas redes sociais ao dizer que no dia 9 os estabelecimentos abrem "morra quem morrer".

    "Primeiro, lutar pela vida, a vida é uma só. [Depois que] morrer, acabou [a vida]. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Mas não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura", disse.

    "No dia 8, mandei fazer o decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer", comletou o prefeito Fernando Gomes no vídeo.

    Em nota ao G1, a prefeitura de Itabuna disse que o prefeito foi "mal interpretado" em sua fala.

    ​"A prefeitura de Itabuna informa que, durante uma coletiva de imprensa na terça-feira, 30 de junho, o prefeito Fernando Gomes teve uma fala mal interpretada. De acordo com a fala do prefeito ele estava contrariado com a situação, porque entende a necessidade da reabertura do comércio, visto que aproximadamente 40 lojas não voltarão a abrir em Itabuna, e vários pais de família estão desempregados", diz a nota.

    De acordo com os dados da Secretaria de Saúde do estado (Sesab), Itabuna tem 2.637 casos confirmados e 58 mortes em decorrência da COVID-19.

    Tema:
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)

    Mais:

    Médico: Brasil pode ter onda ainda pior da COVID-19 com reabertura antes da hora
    Bolsonaro fala em reabertura e aponta 'exagero' nas medidas para conter a COVID-19
    Reabertura no Rio: nova fase de flexibilização abre bares, restaurantes e academias
    Tags:
    reabertura, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar