22:28 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil no fim de junho (51)
    2106
    Nos siga no

    Neste sábado (27), o Ministério da Saúde anunciou parceria com o Reino Unido para o desenvolvimento de vacina contra a COVID-19.

    O comunicado divulgado pelo Ministério da Saúde detalha que a parceria inclui a pesquisa e produção da vacina, caso a eficácia seja comprovada. Inicialmente, o Brasil pagará US$ 127 milhões (cerca de R$ 695 milhões) pela tecnologia, considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a pesquisa mais adiantada no mundo.

    ​O acordo inclui transferência da tecnologia e 100 milhões de doses para o Brasil após o fim do desenvolvimento da pesquisa. Durante o período da pesquisa, 15 milhões de doses serão entregues em dezembro de 2020 e 15 milhões em janeiro de 2021.

    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a doença do coronavírus (COVID-19) em um laboratório da empresa de biotecnologia BIOCAD em São Petersburgo, Rússia, 11 de junho de 2020
    © REUTERS / Anton Vaganov
    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a COVID-19

    A vacina, nomeada como ChAdOx1 é desenvolvida em parceria entre a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZaneca. No Brasil, a pesquisa deve ser realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

    A parceria inclui a encomenda da vacina pelo Brasil e o pagamento do país pela tecnologia ainda durante a pesquisa. Em um segundo momento, o acordo inclui a ampliação da compra caso a eficácia seja comprovada.

    A vacina desenvolvida pelos britânicos está na última fase de testes, sendo que já está sendo testada no Brasil.

    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil no fim de junho (51)

    Mais:

    Testes de vacina contra COVID-19 desenvolvida em Oxford começam em São Paulo
    Rússia traz à tona efeitos secundários testando vacina experimental contra COVID-19
    Vacina contra COVID-19 deve sair até fim deste ano ou início de 2021, diz infectologista
    OMS revela vacina mais avançada no momento contra COVID-19
    Tags:
    Oxford, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar