22:30 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil e COVID-19 em meados de junho (41)
    0 30
    Nos siga no

    Segundo números atualizados neste sábado (20) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil registrou mais 34.666 casos do novo coronavírus, chegando a um total de 1.067.579. 

    Em relação aos óbitos, foram registradas 1.022 mortes pela COVID-19, fazendo total chegar a 49.976. 

    A taxa de letalidade da doença é de 4,7%, enquanto o índice de mortalidade (por 100.000 habitantes) é de 23,8. 

    São Paulo é o estado mais atingido do país, com 215.793 casos e 12.494 mortes.

    Depois, aparecem o Rio de Janeiro, com 95.537 casos da COVID-19 e 8.824 óbitos; Ceará, com 92.156 casos e 5.518 mortes; Pará, com 82.881 casos e 4.519 mortes; e Maranhão, com 69.673 casos e 1.684 óbitos. 

    Doença avança para o interior

    Algumas regiões metropolitanas, como do Rio de Janeiro e de São Paulo, vêm apresentando uma estabilização na curva de casos da doença, mas a COVID-19 ainda se espalha pelo interior e os números pelo país permanecem altos. 

    Na sexta-feira (20), o Brasil ultrapassou a marca de 1.000.000 de casos confirmados da doença. Nos últimos dias, o número de mortos registrados foi de mais de 1.000. O país é o segundo do mundo com maior número de casos e mortes, atrás somente dos Estados Unidos.

    Mesmo assim, várias cidades e estados brasileiros iniciaram medidas de flexibilização da quarentena imposta para controlar a disseminação do vírus.  

    Tema:
    Brasil e COVID-19 em meados de junho (41)

    Mais:

    Identificado paciente zero da nova onda de coronavírus na China
    Estudo conclui que mutação do coronavírus multiplica seus 'espinhos' e o fortalece
    Afinal, o coronavírus poderia ou não sobreviver 20 anos em temperaturas de congelamento?
    Tags:
    saúde, Brasil, mortos, doença, epidemia, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar