03:55 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)
    0 34
    Nos siga no

    Amapá adotou nesta terça-feira (18) o regime de isolamento total, também conhecido como lockdown.

    A medida, autorizada pelo governador Waldez Góes, terá um prazo de 10 dias e foi fundamentada com as orientações do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública, que gerencia a pandemia no estado, informou Agência Brasil.

    O estado atingiu a marca de 3.630 casos confirmados de COVID-19 na última sexta-feira (15).

    Segundo as autoridades locais, Amapá é o estado brasileiro com o maior taxa de contaminação pelo novo coronavírus, com 355,3 a cada 100 mil habitantes. Mais de seis mil casos notificados ainda aguardam resultado dos testes.

    "Considerando a relação inversamente proporcional da curva de crescimento acentuado dos casos, com a expressiva queda no percentual de isolamento social no Amapá nas últimas semanas, oscilando abaixo de 50%, que, para ser efetivo na contenção da propagação acelerada do vírus SARS-CoV-2, o nível de isolamento social precisará atingir patamares acima de 70%", informou o parecer do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública.

    O lockdown não afetará serviços essenciais, como supermercados, farmácias e similares, que funcionarão em horários determinados pelo governo, como multa para quem descumprir as regras.

    De acordo com o governador, a medida busca achatar a curva de contágio, que, no atual cenário, atinge mais de 200%.

    "Mesmo com os esforços de todos nós, em especial da população que atende a recomendação de ficar em casa, o crescimento acelerado de casos da COVID-19 nos obriga a adotar medidas mais rígidas de isolamento social", disse o governador do estado para imprensa.

    As autoridades anunciaram a implementação de barreiras sanitárias para verificação das placas, controle de temperatura de motoristas e passageiros, distribuição de máscaras, bem como a desinfecção de ruas, testes rápidos na população e fiscalização em estabelecimentos comerciais.

    A proibição de circulação valerá para praças, parques, orlas e outros locais de aglomeração de pessoas.

    Tema:
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)

    Mais:

    São Paulo pode decretar lockdown se isolamento social não aumentar, diz Doria
    Infectologista sobre 'lockdown' no Brasil: 'se não for por amor, talvez seja pela dor'
    Quando isolamento social vira batalha política: panorama de cidades brasileiras sob lockdown
    Tags:
    saúde, lockdown, COVID-19, Brasil, Amapá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar