14:54 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    752
    Nos siga no

    Na manhã desta sexta-feira (24) o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu demissão do cargo após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, ocorrida à sua revelia e sem a sua anuência.

    Na tarde do mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro discursou, acompanhado por sua equipe para comentar a saída do seu ex-superministro. O chefe de Estado negou interferência na PF e declarou que Moro tentou negociar a troca na chefia da corporação em troca de um assento no STF.

    Minutos depois da declaração do presidente, Sergio Moro, em redes sociais, negou a acusação de Bolsonaro.

    ​Ao comentar o saída do ex-juiz da Lava Jato, Bolsonaro também argumentou que o chefe da PF teria solicitado a própria exoneração, pois estaria cansado. Mais uma vez, em seu Twitter, Moro rebateu a declaração do presidente.

    ​O discurso de Jair Bolsonaro foi acompanhado por panelaços em todo o país.

    Mais:

    Rumores na imprensa indicam que Moro teria pedido demissão após reunião com Bolsonaro
    Analista: Para agradar Congresso, Bolsonaro terá que fazer indicações políticas após saída de Moro
    Tags:
    Polícia Federal, política, Sergio Moro, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar