03:41 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)
    0 10
    Nos siga no

    Cerca de 32 milhões de pessoas físicas terão dois meses adicionais para entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física.

    O prazo, que antes acabava em 30 de abril, foi estendido para 30 de junho. O anúncio foi feito na noite desta quarta-feira pelo secretário da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, informou Agência Brasil.

    Apesar da entrega das declarações estar em ritmo superior, comparando ao do mesmo período do ano passado, a Receita decidiu prorrogar o prazo. A mudança foi provocada por relatos de contribuintes confinados em casa com dificuldades em obter documentos e recibos para deduzir gastos.

    "O ritmo de entrega continua bom. Até ontem, tínhamos recebido 8,8 milhões de declarações, 400 mil a mais que no mesmo período do ano passado. Isso representa 27% do esperado. Porém decidimos pela prorrogação por demanda de contribuintes confinados em casa, mas que relatam a falta de documentos ou documentos que estão na empresa, no escritório ou na clínica. Eles estão com dificuldade momentânea de obter todos os documentos necessários", explicou o secretário, citado pela Agência Brasil.

    O representante do governo também anunciou a desoneração total, por 90 dias, de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre operações de crédito. O objetivo deve baratear as linhas emergenciais de crédito anunciadas pelo governo.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)
    Tags:
    declaração de imposto de renda, imposto de renda, Receita Federal, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar