03:58 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio

    Bolsonaro sobre Glenn Greenwald: 'Talvez ele pegue uma cana aqui no Brasil'

    © Foto / Valter Campanato/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    61024
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro defendeu neste sábado a proposta do Ministério da Justiça sobre deportação sumária para suspeitos de alguns crimes, mas negou que o alvo seria o jornalista americano Glenn Greenwald.

    O presidente não deixou de criticar, no entanto, o jornalista, cujo site vem divulgado conversas do ministro Sergio Moro, da Justiça, com procuradores da Operação Lava Jato.

    "Tanto é que não se encaixa na portaria o crime que ele está cometendo. Até porque ele é casado com outro homem [deputado federal David Miranda, que é brasileiro] e tem meninos adotados no Brasil. Ele não vai embora, o Glenn pode ficar tranquilo. Talvez ele pegue uma cana aqui no Brasil. Não vai pegar lá fora, não", disse o presidente durante cerimônia de formatura de paraquedistas no Rio de Janeiro, citado pela Agência Brasil.

    O político voltou a defender a proposta do Ministério da Justiça e que suspeitos de crime precisam ser "mandados para fora do Brasil".

    "Eu não sou xenófobo, mas na minha casa, entra quem eu quero. E a minha casa, no momento, é o Brasil", concluiu o presidente.

    ​Os comentários de Bolsonaro não passaram em branco, no entanto. O jornalista norte-americano respondeu à declaração de Bolsonaro, em sua conta no Twitter e afirmou que o presidente "não tem o poder de ordenar pessoas presas". 

    Tags:
    projeto de lei, Glenn Greenwald, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar