16:20 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato, dá entrevista em Curitiba, 29 de janeiro de 2016

    Deltan Dallagnol pediu passagem e hospedagem para a família no Beach Park, diz jornal

    © AP Photo / Andre Penner
    Brasil
    URL curta
    7111
    Nos siga no

    O procurador Deltan Dallagnol teria dito em suposta conversa privada com a esposa, em julho de 2017, obtida pelo site 'The Intercept', que poderia condicionar uma palestra sobre combate à corrupção na Fiec (Federação das Indústrias do Ceará), em julho de 2017, 'ao pagamento de hotel e de passagens para todos nós'.

    A informação foi divulgada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal 'Folha de S Paulo' e dá conta que um mês depois, Dallagnol teria afeito propaganda da Fiec ao então juiz Sergio Moro convencê-lo a aceitar um convite da entidade.

    “Eu pedi pra pagarem passagens pra mim e família e estadia no Beach Park. As crianças adoraram”, disse Dallagnol. "Além disso, eles me pagaram um valor significativo, perto de uns 30k [R$ 30 mil]. Fica para você avaliar.", escreveu o procurador.

    Na conversa com Moro, Deltan comemora o fato de que não foi punido por ter feito palestras.

    “Não sei se você viu, mas as duas corregedorias —[do] MPF [Ministério Público Federal] e [do] CNMP [Conselho Nacional do Ministério Público]— arquivaram os questionamentos sobre minhas palestras dizendo que são plenamente regulares”, disse.

    Nesta terça, Moro afirmou que 'essa campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção está beirando o ridículo'.

    "Sou grande defensor da liberdade de imprensa, mas essa campanha contra a LavaJ ato e a favor da corrupção está beirando o ridículo.Continuem, mas convém um pouco de reflexão para não se desmoralizarem. Se houver algo sério e autêntico, publiquem por gentileza", escreveu Moro no Twitter.

    Mais:

    Áudio vazado mostra Dallagnol comemorando proibição de entrevista de Lula, diz site
    Licença de Moro mostra 'fraqueza' do ministro, diz cientista político
    Subordinada a Moro, Polícia Federal investiga finanças do jornalista Glenn Greenwald, diz site
    Tags:
    Sergio Moro, Lava Jato, Deltan Dallagnol
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar