20:13 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio

    Greenwald diz estar sofrendo ameaças após reportagens sobre Operação Lava Jato

    © Foto / Robert O'Neill
    Brasil
    URL curta
    19717
    Nos siga no

    O jornalista Glenn Greenwald afirmou nesta quinta-feira (13) que está sofrendo "ameaças grotescas" após participar da publicação de reportagens sobre a Operação Lava Jato.

    Greenwald é fundador e integrante do The Intercept Brasil, que publicou conversas do então juiz Sergio Moro e do procurador Deltan Dallagnol pelo aplicativo Telegram. 

    "Sabíamos que, quando publicássemos essas reportagens sobre figuras muito poderosas do governo Bolsonaro, isso geraria muito ódio, animosidade e ameaças", disse Greenwald à agência AFP. "Recebemos algumas ameaças gráficas realmente repugnantes, detalhadas e grotescas que são muito perturbadoras, e levamos a sério."

    As ameaças também têm como alvo o marido de Greenwald, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), e os filhos adotivos do casal. O jornalista do The Intercept Brasil afirma que tomou medidas para garantir a segurança física e legal de sua família. 

    Após a repercussão do caso, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) recomendou o afastamento de Moro. O agora ministro do presidente Jair Bolsonaro nega ter cometido qualquer realidade e diz que as informações foram obtidas por meio de hackeamento. 

    Mais:

    Novo trecho de conversa entre Moro e Dallagnol cita diálogo entre procurador e Luiz Fux, do STF
    Após dias em silêncio, Bolsonaro sai em defesa de Moro: 'Ninguém forjou provas'
    Comissão da Câmara aprova convite para ouvir Sérgio Moro após vazamentos
    Moro era 'chefe da Lava Jato' e Dallagnol 'um bobinho', diz Gilmar Mendes sobre vazamentos
    Tags:
    Deltan Dallagnol, Sergio Moro, Glenn Greenwald
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar