09:05 03 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    15294
    Nos siga no

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou peças para montar 117 fuzis, do modelo M-16, na casa de um amigo do policial militar Ronnie Lessa, localizada no bairro do Méier, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

    O homem identificado como Alexandre Motta está detido na Delegacia de Homicídios. As armas estavam desmontadas em caixas em um guarda-roupas. Segundo o secretário de Polícia Civil, Marcos Vinícius Braga, esta é a maior apreensão de fuzis da história do Rio. 

    Marielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março
    © Foto / Mário Vasconcellos/Divulgação/ Câmara Municipal do Rio de Janeiro
    De acordo com as investigações da Divisão de Homicídios e Ministério Público, Lessa foi responsável por atirar na vereadora Marielle Franco e no motorista Anderson Gomes no dia 14 de março de 2018.

    No Méier, policiais encontraram grande quantidade de armas — incluindo fuzis — e munição em um endereço, segundo a polícia, ligado ao ex-policial Ronnie Lessa.

    O dono da casa afirmou para os policiais que Ronne, seu amigo de infância, entregou as caixas, e pediu para guardá-las e não abri-las.

    Tags:
    M-16, Marielle Franco, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar