02:23 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba

    Sérgio Moro: 'policial não pode ser tratado como homicida'

    Rovena Rosa / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    455

    O ministro da Justiça Sérgio Moro comentou o novo pacote anticrime e anticorrupção nesta quarta-feira (6) após reunião com parlamentares na Câmara dos Deputados.

    Sérgio Moro declarou, em particular, que "ninguém" deseja a morte de criminosos, mas, em caso de algum incidente, "os policiais não podem ser tratados como homicidas".

    "Ninguém deseja a morte de criminoso, o criminoso tem que responder segundo a lei. Mas, se um incidente infeliz acontecer, o policial não pode ser tratado como homicida", afirmou. 

    O ministro da Justiça negou que o projeto preveja "licença para matar". De acordo com ele, tal avaliação é "uma leitura absolutamente equivocada que não é consistente" com o texto. 

    O ministro da Justiça, Sérgio Moro, apresentou na última segunda-feira um pacote de medidas de combate à corrupção e ao crime organizado no Brasil. As alterações em 14 leis federais nas áreas penal, processual penal e de combate à violência passa por temas polêmicos, como a redução de pena de policiais acusados de cometer excessos numa determinada ação, ou a prisão de condenados pelo tribunal do júri antes mesmo da análise da segunda instância.

    Mais:

    Pacote de Moro erra ao achar que pode resolver crime com alteração de leis, diz Sou da Paz
    Comum nos EUA, proposta de Moro dará 'poder muito amplo' ao MP, diz especialista
    Atuação de Moro dentro da estrutura política ainda é incógnita, diz professor
    Irritada com vazamento de trechos da delação de Palocci, Gleisi cobra Moro no Twitter
    Tags:
    corrupção, crime, Sérgio Moro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar