05:40 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Passaporte americano (imagem referencial)

    Itamaraty pretende isentar americanos de visto de turismo para o Brasil

    © Foto: Cytis/Pixabay
    Brasil
    URL curta
    241033

    O Ministério das Relações Exteriores listou uma série de ações a serem tomadas nos 100 primeiros dias do governo Bolsonaro. De acordo com o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim, a isenção unilateral de vistos para americanos que desejam visitar o Brasil está entre as propostas.

    Além da isenção de vistos, a lista do Itamaraty incluiria visitas de Jair Bolsonaro aos Estados Unidos e Israel para assinaturas de acordos nas áreas de segurança, defesa e tecnologia, a revisão do Mercosul e a mudança na capa do passaporte brasileiro. A ideia é tirar o símbolo do Mercosul do documento e retornar ao brasão da República constante no modelo antigo.

    A isenção de vistos a americanos é um assunto polêmico em Brasília há anos. Historicamente, o Brasil sempre adotou o princípio da proporcionalidade: abole a necessidade de vistos para estrangeiros quando os países de origem também os fazem para brasileiros.

    Os Estados Unidos chegaram a iniciar discussões para incluir o Brasil no programa visa waiver, que proporciona a isenção de visto de turismo (na América do Sul, só o Chile têm a benesse concedida), mas as negociações naufragaram. O Brasil resistia a compartilhar dados de inteligência e segurança pública com os EUA por temer que o movimento ferisse a soberania nacional. 

    Além disso, o programa de isenção de vistos dos EUA exige uma taxa de aprovação de vistos superior a 97%: o Brasil chegou a 96% em 2012, mas atualmente o índice é de cerca de 83%. Após a crise econômica, autoridades consulares dos EUA aumentarem o rigor na concessão do documento.

    Desde o início de 2018, americanos podem pedir um visto eletrônico para viajarem ao Brasil. A iniciativa patrocinada por Michel Temer visava aumentar o número de turistas no Brasil e prometia a concessão simplificada do documento em até 3 dias. Estima-se que a iniciativa tenha injetado  US$177,6 milhões na economia brasileira em 2018.

    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, Mercosul, Jair Bolsonaro, Michel Temer, Estados Unidos, América do Sul, Chile, Brasília, Israel, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar