22:19 06 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1653
    Nos siga no

    Debate sobre Lei da Anistia se reacende após a divulgação de documentos da CIA datados de 1974 com provas de execuçõess sumárias praticadas na Ditadura Militar sob o comando de general Geisel.

    Segundo o documento divulgado na quinta-feira (10), o ditador Ernesto Geisel, que governou o Brasil entre 1974 e 1979, deu ordem para a execução de adversários políticos da Ditadura Militar.

    Em face das novas informações, o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias quer que integrantes da Comissão da Verdade redijam textos sobre as informações liberados pela Departamento de Estado dos EUA.

    Com isso, segundo a Folha de São Paulo, ele pretende que a Comissão da Verdade cobre o Supremo Tribunal Federal para rediscutir a Lei da Anistia, que entre outras medidas, concedeu perdão ao agentes da Ditadura Militar brasileira.

    O assunto da Lei da Anistia é considerado um 'vespeiro' devido à polêmica que implica com os setores conservadores e principalmente com as Forças Armadas.

    A Comissão da Anistia foi formada durante o governo de Dilma Rousseff no Brasil e reuniu especialistas entre 2012 e 2014 para a investigação dos crimes cometidos pela Ditadura.

    Mais:

    Filho de Herzog pressiona governo a solicitar acesso aos dados da CIA sobre ditadura
    Mudança do poder em Cuba é triunfo da ditadura, declara chefe da OEA
    Anistia Internacional cita crimes militares na ditadura como exemplo de 'impunidade'
    Lula: 'Não aceitei a ditadura militar e não vou aceitar a ditadura do MP e do Moro'
    Ditadura é ferida que não 'cicatriza', diz ex-preso político vítima de tortura
    Tags:
    ditadura militar, ditadura militar brasileira, Departamento de Estado dos EUA, José Carlos Dias, Ernesto Geisel, Geisel, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar