22:42 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Brasileiros disputaram a final do Global Management Challenge (GMC)

    Falta verba, sobra talento: brasileiros disputam maior competição de gestão do mundo

    Arquivo pessoal / Ana Beatriz Ribeiro
    Brasil
    URL curta
    240

    Universitários brasileiros disputaram a final do Global Management Challenge (GMC), a maior competição mundial de estratégia e gestão. A chefe da equipe brasileira na competição, Anna Beatriz Ribeiro, falou à Sputnik Brasil sobre esta experiência.

    Os jovens são estudantes de Física e de Engenharia de Produção em Joinville, Santa Catarina, e disputaram a final mundial com competidores de outros 34 países. 

    Depois de meses de preparação, de 3 etapas classificatórias e de superarem mais de 500 competidores de todo o Brasil inscritos para a etapa nacional, a equipe brasileira é considerada do mesmo nível das de países como Rússia, China, Portugal, França e Espanha. O Brasil, que participa da competição desde 1980, foi o primeiro país a integrar a versão mundial do Global Management Challenge. No país, o GMC tem grande prestígio entre os jovens pela projeção entre as empresas que buscam jovens talentos.

    A chefe da equipe brasileira na competição, Anna Beatriz Ribeiro, destacou o potencial brasileiro diante de mercados extremamente competitivos.

    "Apesar da crise que a gente está atravessando, o Brasil tem bastante potencial de desenvolvimento e crescimento. E estamos começando aqui agora. Os outros países, como Rússia e China, investem muito nisso, no desenvolvimento dos estudantes […] O Brasil ainda é novo nessa questão de simulação. As equipes campeãs têm treinador, patrocinador, é um outro nível. Eles levam a competição a sério. Acho que para os recursos que a gente teve, do tempo que nós tivemos para nos preparar, acho que a gente foi muito bem", contou a chefe da equipe brasileira.

    Ela foi a chefe da equipe (da dupla) que venceu a etapa nacional da 38ª edição do Global Management Challenge (GMC), a maior competição do mundo em estratégia e gestão empresarial e acabam de participar da etapa final do mundial que aconteceu nos dias 16 e 18 de abril em Dubai. A dupla não ganhou o desafio, mas saiu com uma participação positiva diante de grandes potências no setor.

    "Em Dubai a gente sentiu um outro tipo de jogo. Comparado com o que foi no Brasil, em Dubai esse jogo com todos esses países foi completamente diferente de tudo o que já tinha vivenciado, porque eles jogam de uma outra maneira que a gente não conhecia", destacou. 

    Apesar do período que o Brasil passa de intensos cortes em diversos projetos na área de ciência, tecnologia, negócios, a equipe brasileira provou que o país tem matéria-prima para alavancar o crescimento em diversas áreas. Anna Beatriz afirmou que acredita que o conhecimento sobre estratégia e gestão dos talentos brasileiros devem ser usados para desenvolver o país.  

    "Muitos países querem brasileiros engenheiros, físicos, que vão para fora. Por que a gente não fica aqui e faz um país melhor? Eu acredito que essa é a oportunidade de a gente mostrar e fazer alguma coisa diferente aqui no Brasil", completou. 

    Tags:
    investimento, negócios, estratégia, economia, Dubai, China, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik