23:23 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

    Gilmar Mendes descarta provas da Odebrecht no julgamento da chapa Dilma-Temer (AO VIVO)

    Roberto Jayme / Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    1108

    Maioria dos ministros do TSE indica descartar a delação da Odebrecht do processo, o que pode esvaziar as provas contra a chapa Dilma-Temer.

    O presidente do TSE, Gilmar Mendes, considerou que as delações dos executivos da Odebrecht não têm relação com o que foi pedido inicialmente na ação do PSDB para investigar a chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer durante a campanha presidencial de 2014.

    O relator do processo, ministro Herman Benjamin, por sua vez, apoiou a decisão de incluir as provas da Odebrecht no processo.

    Se a orientação de Gilmar Mendes for confirmada oficialmente entre os 7 ministros do TSE, a acusação que pode levar à condenação da chapa perde força com o esvaziamento das provas. 

    Benjamin realiza nesta tarde a leitura do seu voto no processo de cassação, sendo seguido por seus colegas. Ministros indicaram, no entanto, que julgamento pode se estender até o fim de semana. 

    Mais:

    Dilma-Temer: como terminará esse histórico julgamento eleitoral?
    Julgamento Dilma-Temer: Relator defende manutenção das delações da Odebrecht
    Sem votos, julgamento da chapa Dilma-Temer é suspenso e será retomado nesta quarta-feira
    Tags:
    chapa dilma-temer, cassação, julgamento, TSE, Gilmar Mendes, Michel Temer, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar