15:32 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    462
    Nos siga no

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu início ao segundo dia do julgamento da chapa Dilma-Temer nesta quarta-feira (7).

    O relator do processo, ministro Herman Benjamin, defendeu nesta quarta-feira (7) a manutenção das delações da Odebrecht no processo de cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer. A exclusão de tais provas foi requisitada pela defesa de ambos os acusados. 

    A ação, protocolada pelo PSDB no âmbito das investigações da operação Lava Jato, acusa a chapa Dilma-Temer de abuso de poder econômico e político. A ação poder resultar na cassação do mandato do presidente Michel Temer.

    Na última terça-feira, o ministro Herman Benjamin fez a leitura de um resumo (total de 24 páginas) do processo (este de 1.080 páginas) e iniciou as análises do caso, mas o horário avançado fez com que os demais ministros, em comum acordo, definissem pela suspensão.

    Mais:

    Sem votos, julgamento da chapa Dilma-Temer é suspenso e será retomado nesta quarta-feira
    Julgamento no TSE: Vice-procurador eleitoral pede cassação da chapa Dilma-Temer
    Julgamento da chapa Dilma-Temer: Futuro é incerto para o presidente (EXCLUSIVO)
    Tags:
    chapa dilma-temer, chapa, cassação, julgamento, Odebrecht, TSE, Michel Temer, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar