00:13 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Câmara dos deputados

    Urgência da Reforma Trabalhista é rejeitada na Câmara

    Fábio Pozzebom/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    401308196

    O governo não conseguiu aprovar o requerimento de urgência da Reforma Trabalhista na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (18).

    Pedido de urgência da análise da Reforma Trabalhista precisava de 257 votos para ser aprovado, conseguindo apenas 230 votos favoráveis. 

    De acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a aprovação do pedido de urgência anteciparia a votação do projeto na comissão especial para a próxima terça (25) e seria votada em plenário na quarta-feira (26). 

    Com a rejeição do requerimento, está mantido o prazo para emendas ao projeto da Reforma Trabalhista, que termina na semana que vem.  

    ​Em um dos momentos marcantes da sessão, Rodrigo Maia se levantou da cadeira de presidente da Câmara, que foi ocupada por alguns instantes pela deputada do PSOL, Luiza Erundina, contrária à Reforma Trabalhista. Ela aproveitou o lugar ao microfone e deu prosseguimento à sessão: "Com a palavra, o deputado Rogério Marinho, relator dessa desgraça de projeto". 

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik