21:27 17 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Natal refugiados Brasil

    Ei, refugiado! Neste Natal, venha cear com a gente

    Delil Soulemani/AFP
    Brasil
    URL curta
    122

    Um projeto simples mas de grande alcance está recebendo milhares de visualizações das redes sociais. Projeto lançado pela ação social Migraflix criou o site "Meu Amigo Refugiado", pelo qual é possível convidar refugiados morando no Brasil a participar da ceia de Natal ou do almoço do dia 25 na casa de famílias brasileiras.

    A proposta é o refugiado levar para a família brasileira um prato para ceia, típico de seu país, e contar um pouco da cultura e das tradições aos anfitriões brasileiros. Em entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, Jonatan Berezovsky, fundador do Migraflix, conta como nasceu o projeto sem fins lucrativos, desenvolvido pela agência NBS, e as respostas positivas que vêm sendo dadas nas redes sociais. 

    "É um projeto que trabalha já há um ano com refugiados que moram no Brasil, organizando atividades culturais onde eles apresentam suas culturas para os brasileiros. A gente procura em cada atividade empoderá-los economicamente, gerando uma renda significativa para o refugiado que está participando e também trabalhar na integração dos refugiados na sociedade brasileira. O primeiro passo para que aconteça essa integração é brasileiros e refugiados se conhecerem. Não há melhor momento do ano do que o jantar de Natal para que isso aconteça", diz Berezovsky.

    Hoje existem oito mil refugiados no Brasil de vários países, como Síria, Congo, Colômbia, e outros 28 mil que apresentaram solicitação de asilo.

    Segundo o fundador do Migraflix, o processo é muito simples. O interessado entra no site www.meuamigorefugiado.com.br e lá vai encontrar alguns dos refugiados que estão morando no Brasil e que podem ser convidados para a Ceia do dia 24 ou o Almoço do dia 25. Basta se cadastrar no site, colocar os dados solicitados e os motivos pelos quais a família quer conhecer aquela pessoa. Cumpridas essas etapas, o site faz a ponte entre o anfitrião brasileiro e o convidado refugiado.

    "Fizemos um levantamento de quais eram os refugiados que estavam procurando uma casa para passar o Natal com uma família brasileira, e já temos essas pessoas no site. Por enquanto estamos em São Paulo e no Rio. Fizemos o lançamento ontem (segunda-feira) e a campanha está bombando em emails, Facebook, e com pessoas em outras cidades que estão interessadas também em convidar refugiados. Já recebemos mensagens de Belo Horizonte, de Brasília. A gente está trabalhando para abrir esse convite em outras cidades a nível nacional."

    Mais:

    Anistia Internacional recomenda que Brasil ajude refugiados da América Central
    Brasil lança campanha contra preconceito e intolerância a imigrantes e refugiados
    Tags:
    inserção social, famílias, crise humanitária, apoio, redes sociais, refugiados, Migraflix, Agência NBS, Jonathan Berezowsky, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik