00:36 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Senado afasta Dilma 1

    Senado não vai cumprir liminar do STF que afasta Renan da presidência da Casa

    Fábio Pozzebom/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    917

    Parlamentares vão aguardar julgamento do recurso à liminar proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello.

    A Mesa Diretora do Senado Federal decidiu que não vai cumprir a liminar expedida pelo Supremo Tribunal Federal que afasta Renan Calheiros da presidência da Casa.

    A decisão foi tomada após reunião entre os integrantes da Mesa e Renan. Aos pares, Renan disse que acredita ter respaldo jurídico para não assinar a notificação sobre a decisão liminar de Marco Aurélio Mello.

    A decisão foi oficializada em um documento assinado por todos os membros da Mesa, inclusive o senador do PT, Jorge Vianna, que assumiria a presidência da casa em caso de afastamento de Renan. 

    A estratégia é se segurar no cargo até que seu recurso contra a decisão do ministro Marco Aurélio seja julgada pelo plenário da Corte, o que está previsto para quarta. Um oficial de Justiça aguardou em uma antessala da Presidência do Senado das 9h às 15h para entregar a notificação ao peemedebista. Ele deixou o Senado sem entregar o documento ao senador. Ontem, Renan também não recebeu o oficial para assinar o documento.

    Mais:

    Renan Calheiros vira réu por desvio de dinheiro público
    Renan Santos, do Brasil Livre: Povo poderá voltar às ruas no próximo domingo
    Tags:
    PT, Supremo Tribunal Federal, Mesa Diretora do Senado Federal, Marco Aurélio Mello, Jorge Vianna, Renan Calheiros, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik