06:04 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidenta Dilma Rousseff

    Presidente interino da Câmara anula votação do impeachment

    Roberto Stuckert Filho/PR
    Brasil
    URL curta
    Impeachment no Senado (104)
    532711

    O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu nesta segunda-feira (9) anular a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida no dia 17 de abril, acolhendo pedido feito pelo advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.

    Uma nova votação do pedido de impeachment foi marcada para daqui a cinco sessões do plenário da Câmara.

    Maranhão, que substituiu Eduardo Cunha na presidência da Câmara na semana passada após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter finalmente decidido afastar o peemedebista, disse que a petição da Advocacia-Geral da União ainda não havia sido analisada pela Casa e que, ao tomar conhecimento dela, resolveu acolher, argumentando que “ocorreram vícios que tornaram nula de pleno direito a sessão em questão”.

    Segundo o deputado do PP, os partidos políticos não poderiam ter fechado questão a favor ou contra o impeachment, já que isto força os deputados a seguir a orientação partidária, sob pena de punição, como expulsão da legenda.

    “Não poderiam os partidos políticos terem fechado questão ou firmado orientação para que os parlamentares votassem de um modo ou de outro, uma vez que, no caso deveriam votar de acordo com as suas convicções pessoais e livremente”, afirmou ele.

    Segundo o coletivo Jornalistas Livres, Maranhão já solicitou ao Senado a devolução dos autos do processo à Câmara. A intenção do deputado, segundo a fonte, é reabrir um novo processo de impeachment, desta vez incluindo o vice-presidente Michel Temer.

     

    Tema:
    Impeachment no Senado (104)

    Mais:

    Dilma: impeachment é motivado por gastos do governo com pobres
    Após aprovação de parecer na Comissão, Governo tenta barrar impeachment no Plenário
    Dilma sobre processo de impeachment: 'Resistirei até o último dia'
    Impeachment na Comissão do Senado – 'os votos já estavam definidos'
    Tags:
    anulação, anulado, golpe, votação, impeachment, Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, José Eduardo Cardozo, Dilma Rousseff
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar