10:36 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5141
    Nos siga no

    Os EUA estão "focados" na possibilidade de um ataque terrorista no Afeganistão pelo Estado Islâmico na Província de Khorasan (EI–K), um ramo do Daesh e adversário declarado do Talibã (organizações terroristas, proibidas na Rússia e em vários outros países).

    Quando perguntado se Washington teme que os cidadãos americanos retidos no Afeganistão possam se tornar "reféns", o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, respondeu que o processo de evacuação é "uma operação arriscada", mas está "funcionando" no momento.

    "Devemos preocupar-nos com todo o tipo de contingências. Uma das contingências em que estamos muito focados é a possibilidade de um ataque terrorista por um grupo como o EI–K, que é obviamente um inimigo jurado dos talibãs", indicou o alto funcionário, citado pelo NBC News.

    Sullivan destacou que os EUA continuaram trabalhando para minimizar os riscos e maximizar o número de pessoas evacuadas em aviões, embora não esteja claro quantos norte-americanos ainda permanecem no país.

    "Estabelecemos contatos com os talibãs para permitir a passagem segura de pessoas para o aeroporto e isso está funcionando neste momento para transportar os norte-americanos e afegãos em risco", disse.

    "Dito isto, não podemos contar com nada", adicionou o conselheiro.

    O Estado Islâmico na Província de Khorasan surgiu em 2015, formado em grande parte pelos combatentes de Tehrik-i-Taliban, com base no Paquistão. O grupo teve repetidamente confrontos com os talibãs afegãos e, ao contrário de outras células do Daesh que tentam lançar ataques no exterior, o EI–K tem atuado em grande parte no Afeganistão e Paquistão.

    Mais:

    Talibã persegue afegãos que trabalharam com EUA e OTAN, diz mídia
    Imagens contrastantes: por que as saídas da URSS e dos EUA do Afeganistão foram tão diferentes?
    UE precisa agir rapidamente contra influência russa e chinesa no Afeganistão, diz Borrell
    Moscou: presença dos EUA no Afeganistão criou 'laboratório de drogas em escala mundial'
    Tags:
    Afeganistão, EUA, Talibã, Daesh, ataque, terrorismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar