06:57 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6183
    Nos siga no

    O movimento Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) procura ativamente os afegãos que trabalharam com as forças dos EUA e OTAN no Afeganistão, apesar das declarações oficiais de não perseguir os colaboradores com governos e organizações estrangeiras.

    Segundo um documento oficial fornecido pelo Centro Norueguês de Análises Globais e compartilhado internamente com a Organização das Nações Unidas (ONU), os islamistas perseguem os soldados, policiais, intérpretes e funcionários que trabalharam com os EUA e a OTAN, revelou o jornal The New York Times.

    Os talibãs vão de porta em porta e "detêm e/ou ameaçam matar os familiares das pessoas visadas, a menos que se entreguem ao Talibã". Na lista estão também os afegãos que esperam evacuação no aeroporto de Cabul, conforme o relatório.

    Os islamistas provavelmente obtiveram as listas de todos os funcionários após estudar os registros existentes nos Ministérios do Interior e da Defesa e na sede da Direção Nacional de Segurança do Afeganistão.

    Além disso, os talibãs recorrem à rede de informantes para rastrear os indivíduos visados, conforme a mídia. Assim que capturaram Cabul, o Talibã visitou as casas de altos funcionários da inteligência.

    Enquanto isso, em declarações oficiais, os representantes do movimento afirmam que os islamistas não pretendem reprimir os afegãos que colaboraram com governos e organizações estrangeiras. O movimento expressou vontade de estabelecer diálogo com personalidades oficiais do antigo governo afegão para garantir que se sintam seguros.

    As forças dos EUA estão evacuando os cidadãos norte-americanos e funcionários afegãos a partir do aeroporto de Cabul, mas, segundo os relatos, os talibãs instalaram postos de controle e impedem que as pessoas cheguem ao aeroporto. O Pentágono enviou milhares de soldados adicionais para ajudar na evacuação.

    Mais:

    Moscou: presença dos EUA no Afeganistão criou 'laboratório de drogas em escala mundial'
    Diversas pessoas morrem no Afeganistão após Talibã abrir fogo contra protesto, diz mídia
    Tropas dos EUA podem permanecer no Afeganistão além de agosto, diz Biden
    UE precisa agir rapidamente contra influência russa e chinesa no Afeganistão, diz Borrell
    Tags:
    Afeganistão, Talibã, EUA, perseguição, militar, soldado, evacuação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar