14:33 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10251
    Nos siga no

    As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano.

    Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta funcionária norte-coreana e a irmã do líder Kim Jong-un, emitiu uma declaração na mídia estatal KCNA afirmando que os Estados Unidos parecem interpretar os sinais de Pyongyang de forma errada.

    Kim Yo Jong respondia ao conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, que no domingo (20) afirmou que vê um "sinal interessante" no recente discurso do líder da Coreia do Norte. Kim Jong-un havia dito que o país deve se preparar tanto para o diálogo, quanto para o confronto com os Estados Unidos.

    "Parece que os EUA interpretam [a nossa posição] de maneira a procurar conforto para si próprios", declarou. "As falsas expetativas que eles próprios criaram os levará a uma decepção ainda maior."

    Anteriormente, em 17 de junho, durante a reunião plenária do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Kim Jong-un declarou que a Coreia do Norte deve "se preparar tanto para o diálogo quanto para o confronto" com Washington.

    Após esta declaração, a Coreia do Sul informou que espera que os EUA e a Coreia do Norte retomem o diálogo, chamando o momento atual de "crucial".

    Na segunda-feira (21), o representante oficial dos Estados Unidos para a Política da Coreia do Norte, Sung Kim, após a reunião com o representante especial sul-coreano, Noh Kyu-duk, afirmou que Washington espera que Pyongyang dê uma resposta positiva à proposta norte-americana de retomada do diálogo, no entanto não descarta a contraposição.

    Mais:

    Situação alimentar na Coreia do Norte é 'tensa', afirma Kim Jong-un
    China procura ultrapassar EUA na 'guerra' de chips com nova geração de semicondutores
    China mostra que caças J-7 estão 'em forma' durante exercícios perto de Taiwan (VÍDEO)
    Em meio a tensões com Japão, Coreia do Sul realiza exercícios militares em território disputado
    Tags:
    EUA, Coreia do Norte, Kim Jong-un, Coreia do Sul, diálogo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar