01:57 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3303
    Nos siga no

    O chanceler das Filipinas pediu perdão por seu tweet com insultos à China, onde a chamou de "feia imbecil" e exigiu para o país "dar o fora" das águas territoriais filipinas.

    O ministro das Relações Exteriores das Filipinas, Teodoro Locsin Jr., pediu desculpas por sua postagem no Twitter onde exigiu que o governo chinês "desse o fora" do mar do Sul da China, segundo informou a agência PNA citando o porta-voz oficial do presidente filipino Harry Roque.

    A declaração do chanceler filipino foi precedida por protestos das Filipinas sobre a presença "ilegal" de centenas de navios chineses dentro da Zona Econômica Exclusiva do país.

    "Conversei com o secretário Locsin e ele me informou que tinha pedido pessoalmente perdão ao embaixador chinês e que suas palavras foram provocadas por eventos que o deixaram chateado", disse Roque.

    Roque também afirmou que a declaração de Locsin com os insultos não faz parte da política estatal. Foi revelado que o presidente Rodrigo Duterte pediu a seu porta-voz para emitir um comunicado, de acordo com o qual os membros do gabinete de ministros não podem usar linguagem obscena, especialmente na esfera diplomática.

    Secretário de Relações Exteriores das Filipinas, Teodoro Locsin (à esquerda), e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (à direita)
    © AP Photo / Francis Malasig
    Secretário de Relações Exteriores das Filipinas, Teodoro Locsin (à esquerda), e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (à direita)

    Por sua vez, Locsin destacou que tinha perdido desculpas não ao governo chinês, mas ao chanceler da China, Wang Yi. Locsin disse que o presidente não lhe tinha pedido para se desculpar.

    "[Pedi desculpas] apenas a meu amigo Wang Yi. A ninguém mais", escreveu o ministro das Relações Exteriores das Filipinas no Twitter.

    ​É verdade. De repente percebi que estava em risco minha amizade com Wang Yi, por isso publiquei um post no Twitter com minha preocupação por nossa amizade. Ela tem de continuar. Ele é meu ídolo na diplomacia (acho que nosso ídolo comum é Lavrov). Acrescento Mike Pompeo. Blinken está emergindo como uma força por direito próprio.

    Pequim tem disputado por dezenas de anos com alguns países da região da Ásia-Pacífico várias ilhas no mar do Sul da China, cuja plataforma continental contém reservas de hidrocarbonetos. Trata-se principalmente das ilhas Paracel, ilhas Spratly e recife de Scarborough.

    Mais:

    Ordem vazada de ex-comandante da Austrália revela aviso sobre chance de guerra com China, diz mídia
    EUA poderiam criar 'versão asiática da OTAN', diz especialista chinês
    Pentágono mobiliza todas as forças para se proteger das armas hipersônicas da China e Rússia
    Pequim promete exercícios 'regulares' com porta-aviões após treinamento no mar do Sul da China
    Tags:
    Filipinas, China, Mar do Sul da China, Twitter, insulto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar