22:16 24 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    As autoridades do Sri Lanka expulsaram nesta quarta-feira (21) um navio registrado em Antígua e Barbuda que entrou no território da ilha sem declarar uma carga radioativa com destino à China.

    O Conselho Regulador de Energia Atômica cingalês afirmou que o navio MV BBC Naples foi convidado a sair do país insular depois que foi encontrado no porto de Hambantota, no sul da ilha e perto das principais rotas marítimas do oceano Índico, na terça-feira (20) carregando hexafluoreto de urânio.

    "O navio não declarou sua carga perigosa, hexafluoreto de urânio, e decidimos ordenar que ele deixasse nossas águas imediatamente", disse o diretor-geral do Conselho Regulador de Energia Atômica do Sri Lanka, Anil Ranjith, à agência AFP.

    Ranjith afirmou que é uma ofensa entrar em um porto sem declarar o material, que é usado enriquecer urânio, combustível para usinas nucleares e armas.

    Proveniente de Roterdã, Países Baixos, as autoridades cingalesas não informaram qual era o destino do MV BBC Naples na China.

    Porto de Hambantota, no Sri Lanka, em imagem de junho de 2012
    © AP Photo / Chamila Karunarathne
    Porto de Hambantota, Sri Lanka

    Investigação sobre o caso

    O líder da oposição do Sri Lanka, Sajith Premadasa, exigiu uma investigação sobre o incidente, descrevendo-o como uma séria ameaça à segurança da ilha.

    "A Marinha não teve permissão para embarcar no navio para fazer uma inspeção", garantiu Premadasa.

    Não houve nenhum comentário imediato do governo.

    O porto de Hambantota foi alugado para a China em 2017 por 99 anos, depois que o governo cingalês foi incapaz de reembolsar US$ 1,4 milhão (aproximadamente R$ 7,8 milhões) que havia sido emprestado por Pequim para construí-lo.

    A entrada de dois submarinos chineses em Colombo, Sri Lanka, em 2014 irritou a vizinha Índia, a outra potência regional que está competindo com Pequim pela influência no oceano Índico. Desde então, o Sri Lanka não permite visitas de submarinos chineses.

    Mais:

    Israel avisa que fará 'o que for preciso' para impedir que Irã obtenha armas nucleares
    Rússia anuncia início de exercícios no Ártico que envolvem submarinos nucleares (VÍDEO)
    'Interessados em chegar a um acordo': UE afirma progresso no pacto nuclear entre Washington e Teerã
    Irã afirma não estar disposto a fazer quaisquer concessões fora do acordo nuclear
    Tags:
    Sri Lanka, navio, China, Antígua e Barbuda, nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar