16:07 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    9628
    Nos siga no

    China se comprometeu com a fornecer quase meio bilhão de doses de vacinas contra a COVID-19 para cerca de 45 países, mesmo sob acusações de Washington de estar usando imunizantes para diplomatizar e expandir seu poder brando.

    De acordo com o jornal Financial Times, os Estados Unidos estão desenvolvendo um plano com os aliados do Quad – Japão, Índia e Austrália – para a distribuição de vacinas no continente asiático, de modo a dificultar os esforços de Pequim de implementar a influência chinesa na região.

    O plano estaria sendo conduzido pelo coordenador de políticas no Indo-Pacífico da Casa Branca, Kurt Campbell, que teria se encontrado com os embaixadores representantes dos países-membros do Quad.

    Considerando a persistência do coronavírus em alguns países, especialmente nos mais pobres, em dezembro do ano passado a China prometeu que países do Sudeste Asiático e da África teriam prioridade quando as vacinas fabricadas nacionalmente por Pequim estivessem prontas para distribuição.

    Apesar das acusações de Washington, Pequim nega que sua "diplomacia de vacina venha com custos". Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês afirmou que a China considera a vacina um "bem público global".

    "Não vejo nenhuma ligação nisso […]. A China deveria fazer mais para ajudar outros países porque se está se saindo bem", comentou Wang Huiyao, presidente do Centro para a China e Globalização, think tank baseado em Pequim.
    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    COVID-19: 2 pessoas morrem na Coreia do Sul após tomar vacina da AstraZeneca
    Explosão ocorre perto de centro de testagem para COVID-19 nos Países Baixos
    Trump foi vacinado contra a COVID-19 antes de deixar a Casa Branca, diz mídia dos EUA
    Tags:
    COVID-19, vacina, soft power, contenção, aliados, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar