12:37 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2100
    Nos siga no

    Após acordo, Exército de Libertação Popular da China iniciou processo de desocupação militar da região do lago Pangong Tso, região contestada por Pequim e Nova Deli. A região, dividida em oito partes, terá patrulhamento parcialmente suspenso.

    Tiveram início as fases de desocupação parcial pelos chineses do território do lago Pangong Tso, localizado em Ladakh, região contestada tanto por Pequim como por Nova Deli, após acordo sino-indiano.

    O Exército indiano divulgou fotos e vídeos do desligamento da margem norte do lago Pangong Tso, nesta terça-feira (16), que mostra o Exército de Libertação Popular (ELP) da China desmontando as estruturas que estavam na zona desde abril de 2020.

    ​​Exército de Libertação Popular da China deixando a margem norte de Pangong Tso após acordo de desocupação alcançado com a Índia no dia 10 de fevereiro. Desmantelamento das tropas chinesas, estruturas temporárias, tanques retornando e tropas deixando para trás estoques e barris. 

    Em vídeo curto é possível ver barracas e bunkers do ELP sendo desmontados nas proximidades de Pangong Tso. As forças chinesas também removeram seu cais na margem norte do lago, bem como um heliporto.

    O Exército indiano lançou imagens do ELP desmontando tendas e bunkers da área de Pangong, no leste de Ladakh.

    Em outro vídeo, um grande comboio do Exército de Libertação Popular chinês é visto recuando do ponto de conflito de Pangong Tso. O processo de desligamento entre os dois países teve início depois que um acordo foi alcançado entre os comandantes militares da Índia e da China em 10 de fevereiro.

    ​Um grande comboio do ELP recuando do ponto de conflito de Pangong Tso.

    No início desta semana, o desligamento ocorreu na margem sul do lago, de onde dois tanques de fabricação russa do Exército indiano desceram do vilarejo local conhecido como Chushul.

    O ministro da Defesa indiano, Rajnath Singh, anunciou na última quinta-feira (11), que os soldados indianos voltarão para o posto de Dhan Singh Thapa da Polícia de Fronteira Indo-Tibetana (ITBP). Da mesma forma, as tropas do Exército de Libertação Popular da China voltarão ao seu posto permanente, em local conhecido como Sirijap, que foi conquistado pelo ELP na guerra sino-indiana de 1962.

    Pangong Tso que é uma região divida em oito partes conhecidas como dedos. A Índia controla a porção oeste do lago de 45 quilômetros, enquanto o resto está sob controle chinês. Segundo o acordo alcançado entre a China e a Índia, o patrulhamento entre o Dedo Quatro e o Dedo Oito será temporariamente suspenso.

    O impasse de meses de duração começou quando soldados indianos e chineses se envolveram em um confronto após desavença de patrulhamento em Pangong Tso em abril do ano passado. Nova Deli acusou Pequim de erguer infraestrutura permanente no lado indiano da Linha de Controle Real, enquanto a China apresentou alegações semelhantes contra a Índia.

    Mais:

    Índia envia tropas adicionais para região de conflito com China
    Aviso para Índia? China testa com sucesso interceptação de míssil balístico intercontinental (VÍDEO)
    Índia e China iniciam saída simultânea de tropas de região fronteiriça nos Himalaias, anuncia Pequim
    Especialista chinês rejeita acusações de China ter causado rompimento de geleira na Índia
    Tags:
    Exército de Libertação do Povo, fronteira, desocupação, conflito, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar