07:48 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (67)
    183
    Nos siga no

    O diretor do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde disse considerar "extremamente importante" que seja realizada uma visita à China para rastrear as origens do novo coronavírus.

    Nesta segunda-feira (23), Michael Ryan disse que tal visita servirá para que a comunidade internacional se sinta mais tranquila quanto às capacidades atuais da ciência, que vêm sendo colocadas em dúvidas para fins políticos. Segundo ele, foi assegurado à OMS que essa investigação, por parte de especialistas da organização, deverá ocorrer em breve. 

    ​"Claramente, todos nós precisamos entender a origem do vírus. Todos nós precisamos saber de onde ele veio, bem como onde pode reaparecer no futuro", disse Ryan durante entrevista coletiva em Genebra, na Suíça. "Acho que nossos colegas chineses estão tão ansiosos quanto nós para encontrar essas respostas."

    Dez meses depois de declarar a COVID-19 uma emergência internacional de saúde pública, a Organização Mundial da Saúde segue trabalhando no envio de uma equipe internacional de especialistas à China para visitar o suposto local de origem da doença, relatada inicialmente na cidade de Wuhan e em outras localidades da província de Hubei.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (67)

    Mais:

    Secretários de Saúde pedem medidas imediatas do governo para 2ª onda do coronavírus no Brasil
    Como deveria ser a vacina para resistir às mutações do coronavírus? Cientistas sugerem resposta
    VÍDEOS mostram multidão tentando fugir de teste de coronavírus em aeroporto de Xangai
    Tags:
    Hubei, Wuhan, China, vírus, doença, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar