17:18 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    150
    Nos siga no

    Taur Matan Ruak, primeiro-ministro do mais novo país lusófono, Timor-Leste, anuncia sua renúncia ao cargo em meio a forte crise política que atinge o país nas últimas semanas.

    Nesta terça-feira (25), o primeiro-ministro de Timor-Leste afirmou ter enviado o pedido de renúncia ao chefe de Estado. O país de língua portuguesa encara forte instabilidade política após o colapso da coalizão que o apoiava no poder, revela o jornal The Guardian.

    "Enviei uma carta [de resignação] ao presidente", declarou Matan Ruak a jornalistas após se encontrar com o presidente Francisco Guterres.

    O primeiro-ministro informou que está pronto para manter suas funções até que sua resignação seja aceita, para "garantir as atividades do governo em nosso país".

    Durante as últimas semanas, a atual coalizão enfrentou uma crise política após não conseguir aprovar o projeto orçamentário, ainda que tenha maioria. A crise se desenvolveu apesar de tentativas de estabilizar o país com novas eleições em 2018.

    Mais:

    Presidente ucraniano se recusa a aceitar renúncia de primeiro-ministro
    Apoiadores do primeiro-ministro da Etiópia ficam feridos durante comício
    Exército dos EUA aumenta seu arsenal na Europa e Pacífico
    Tags:
    renúncia, primeiro-ministro, República Democrática do Timor-Leste
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar