18:20 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    438
    Nos siga no

    Uma nova teoria sugere que o comandante do avião desaparecido há quase 6 anos teria colocado substância entorpecente no chá dos passageiros para incapacitá-los.

    Ismail Hammad, descrito como especialista egípcio em aviação, disse ao Daily Star que o que aconteceu na aeronave foi sem dúvida uma "coisa coletiva" que afetou a todos a bordo.

    "O sequestrador teve que controlar os passageiros, a tripulação e o pessoal de segurança em uma ação conjunta e rápida", explicou.

    Há uma teoria popular de que o capitão despressurizou deliberadamente o avião depois de colocar uma máscara de oxigênio enquanto estava em uma missão homicida-suicida.

    Para o especialista, o copiloto teria intervindo se fosse esse o caso, e o avião se teria desintegrado se tivesse sido despressurizado a uma grande altitude.

    Incapacitar passageiros

    Hammad acredita que o chá envenenado foi usado para incapacitar os passageiros e a tripulação.

    "Penso que o fator comum que une o povo do Sudeste Asiático é o seu gosto pelo chá, especialmente chá malaio, que é popular entre todos […] A explicação mais provável é que o sequestrador os tenha entorpecido com o chá", disse o especialista.

    Embora vários destroços tenham sido encontrados em Madagascar e em ilhas no oceano Índico, Hammad acredita que o sequestrador pilotou o avião para as Filipinas, um arquipélago com milhares de ilhas, a maioria desabitada.

    "A busca nessas ilhas deveria ser nos aeroportos abandonados e nas estradas adequadas para o pouso", sugeriu em uma entrevista anterior.

    Um homem escreve condolências no Dia da Memória dos trágicos acontecimentos com o avião MH370
    © AP Photo / Daniel Chan
    Um homem escreve condolências no Dia da Memória dos trágicos acontecimentos com o avião MH370

    O voo MH370 da Malaysia Airlines desapareceu dos radares com 239 pessoas a bordo no dia 8 de Março de 2014, após a decolagem de Kuala Lumpur para Pequim.

    Uma análise das comunicações automáticas por satélite do avião rastreou sua última localização no extremo sul do oceano Índico, mas uma busca minuciosa em alto-mar não conseguiu encontrar a aeronave.

    Mais:

    MH370: 'Sequestrador pode ter sobrevivido e enganado todo mundo', diz especialista
    Como sequestrador conhecia fraqueza do avião MH370
    MH370: saiba em que aeroportos avião desaparecido poderia ter pousado, segundo especialista
    Tags:
    Malaysia Airlines, Filipinas, piloto, voo MH370
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar