20:06 17 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    A capital norte-coreana, Pyongyang (imagem ilustrativa)

    Venezuela inaugura embaixada na Coreia do Norte após 45 anos de relações diplomáticas

    © Sputnik / Vitaly Belousov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    13556
    Nos siga no

    Na quarta-feira (21), a Venezuela abriu sua embaixada na Coreia do Norte, em Pyongyang, informa a Agência Central Telegráfica da Coreia.

    O evento aconteceu apenas agora, apesar de os países manterem relações diplomáticas desde o ano de 1974.

    Segundo a informação da Agência norte-coreana, à cerimônia da inauguração da embaixada assistiram o vice-ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Pak Myong-guk, o vice-chanceler da Venezuela para os assuntos da Ásia, Oriente Médio e Oceania, Rubén Darío Molina, e o encarregado interino dos negócios da Venezuela, Mauricio Andrés Bardinet Tatá.

    Em 2015, em Caracas foi inaugurada a embaixada da Coreia do Norte.

    Presidente da Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte, Kim Yong-nam, e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante o encontro em Caracas, 27 de novembro de 2018
    © REUTERS / Miraflores Palace
    Presidente da Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte, Kim Yong-nam, e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante o encontro em Caracas, 27 de novembro de 2018

    Em novembro do ano passado, o então presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema (APS) da Coreia do Norte, Kim Yong-nam, o chefe de Estado formal da Coreia do Norte, visitou a Venezuela e supostamente teria discutido o assunto da inauguração da embaixada venezuelana em Pyongyang.

    Mais:

    Irã aconselha Coreia do Norte a não confiar nos EUA
    China e Coreia do Norte reforçam colaboração militar em meio às tensões com EUA
    Trump afirma ter recebido pedido de desculpas de Kim por recentes lançamentos de mísseis
    Tags:
    relações diplomáticas, embaixada, Venezuela, Coreia do Norte, Pyongyang
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar