08:16 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantesjogam de volta contra a polícia gás lacrimogênico durante protestsos em Hong Kong

    China ataca Taiwan por oferta de asilo a manifestantes de Hong Kong

    © AFP 2019 / ANTHONY WALLACE
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11228
    Nos siga no

    A China criticou nesta segunda-feira (19) a oferta de asilo político feita por Taiwan a participantes do movimento de protesto pró-democracia de Hong Kong.

    O pronunciamento ocorre um dia depois de centenas de milhares de pessoas terem marchado pacificamente na última manifestação maciça em território chinês. 

    O governo de Taiwan, uma ilha autogovernada que a China considera seu próprio território, apoia fortemente os protestos, e os estudantes de Hong Kong em Taiwan realizaram eventos durante o fim de semana expressando seu apoio. A presidente de Taiwan fez a oferta de asilo no mês passado, embora não esteja claro se pedidos foram recebidos.

    Taiwan não possui um mecanismo legal formal para avaliar e conceder pedidos de refúgio, embora tenha concedido residência a vários oponentes vocais do governo chinês.

    Ma Xiaoguang, porta-voz do Gabinete de Assuntos de Taiwan do gabinete chinês, disse que a oferta de Taiwan "encobrirá os crimes de um pequeno grupo de militantes violentos" e encorajará sua "audácia em prejudicar Hong Kong" e transformará Taiwan em um" paraíso para fugir da lei."

    Ma exigiu que o governo de Taiwan "pare de minar o Estado de direito" em Hong Kong, não interfira e não "tolere criminosos"

    Os organizadores disseram que pelo menos 1,7 milhão de pessoas participaram da manifestação de domingo em Hong Kong, apesar da estimativa da polícia ser muito menor. A polícia disse que o protesto foi "geralmente pacífico", mas acusou um grande grupo de pessoas de "violar a paz pública".

    Mais:

    Centenas de veículos militares chineses são flagrados em estádio perto de Hong Kong (FOTOS)
    China concentra veículos militares perto de Hong Kong (VÍDEO)
    Manifestantes cercam prédio da Assembleia Legislativa de Hong Kong
    Em meio a proibições, Hong Kong se prepara para nova onda de protestos
    Tags:
    Hong Kong, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar