20:56 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Militares norte-coreanos realizam lançamento de míssil do curto alcance em 4 de maio

    Aviso aos EUA? Especialista revela objetivo do último teste de mísseis norte-coreano

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9211

    O recente teste de armas conduzido por Pyongyang busca fazer Washington retomar as negociações, opina o diretor da Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares (ICAN), Akira Kawasaki.

    De acordo com o especialista, o lançamento deste tipo de armas não é proibido pela ONU.

    Teste de mísseis efetuado pela Coreia do Norte em 4 de maio
    © REUTERS / KCNA
    Teste de mísseis efetuado pela Coreia do Norte em 4 de maio

    "O lançamento de mísseis de curto alcance pela Coreia do Norte deve ser entendido como um sinal político para os EUA, para pressioná-los a tomar medidas concretas a fim de avançar nas negociações paralisadas", afirmou Kawasaki.

    Kawasaki sugeriu que se trataria de um alerta de que "a inação continuada dos EUA poderia levar a Coreia do Norte a retomar os testes proibidos de mísseis de médio e longo alcance ou até mesmo de armas nucleares".

    Entretanto, o diretor afirmou que a retomada dos testes nucleares e de mísseis prejudicaria o já frágil progresso alcançado pelos presidentes dos dois países, Donald Trump e Kim Jong-un, no ano passado e poderia levar a um confronto militar.

    Segundo Kawasaki, para resolver o problema na península coreana, ambos os países devem tomar medidas concretas, enquanto a comunidade internacional deve ajudar a promover o diálogo.

    "É claro que endurecer as sanções não ajuda a resolver a situação", enfatizou.

    Míssil de curto alcance lançado pelos militares norte-coreanos durante o último treinamento
    © REUTERS / KCNA
    Míssil de curto alcance lançado pelos militares norte-coreanos durante o último treinamento

    No dia 4 de maio, a Coreia do Norte efetuou um treinamento de lançamento de mísseis.

    De acordo com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, o objetivo dos lançamentos de treinamento foi avaliar e verificar as propriedades operacionais, bem como a precisão das características de choque dos lançadores múltiplos de foguetes de grande calibre e das armas táticas guiadas.

    Segundo comunicou a agência KCNA, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, esteve presente e observou a realização do treinamento.

    A Coreia do Norte estabeleceu uma moratória aos testes de mísseis desde 2018 em meio à aproximação entre Pyongyang, Seul e Washington.

    Em 28 de fevereiro, a última rodada de negociações entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, que ocorreu na cidade de Hanói (Vietnã), terminou sem qualquer acordo.

    Mais:

    Coreia do Norte lança alerta aos EUA e Coreia do Sul sobre exercícios militares
    Avião dos EUA teria espionado península coreana após teste de míssil de Pyongyang
    Tags:
    teste de mísseis, advertência, treinamento, lançamento, Kim Jong-un, Pyongyang, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar