20:47 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira dos EUA junto a emblema nacional da China (foto de arquivo)

    Em meio à guerra comercial, China enviará delegação a Washington

    © AP Photo / Andy Wong
    Ásia e Oceania
    URL curta
    340

    A China está enviando um representante comercial a Washington em um esforço para acabar com a guerra tarifária entre as duas maiores economias do mundo.

    A delegação será liderada pelo vice-ministro do Comércio chinês, Wang Shouwen, e acontecerá em agosto. Não foram fornecidos detalhes adicionais sobre a agenda.

    Pequim e Washington estão prestes a impor uma nova rodada de aumento de tarifas de US$ 16 bilhões, em meio ao agravamento do conflito sobre a política de tecnologia.

    O Ministério do Comércio chinês disse que Pequim "reitera sua oposição ao unilateralismo e ao protecionismo comercial e não aceita nenhuma restrição comercial unilateral".

    A reunião deste mês seria a primeira entre altos funcionários dos EUA e da China desde 3 de junho, em Pequim, entre o secretário do Comércio Wilbur Ross e o vice-primeiro-ministro Liu. A reunião terminou sem acordo. 

    Depois disso, Washington impôs sua primeira rodada de 25 tarifas sobre US$ 34 bilhões em produtos chineses em 6 de julho, em resposta a reclamações de que Pequim roubou ou pressionou empresas estrangeiras a entregarem sua tecnologia. A China respondeu com sanções semelhantes às importações americanas.

    O governo Trump deve impor aumentos similares em mais US$ 16 bilhões das importações chinesas na terça-feira. O governo da China divulgou uma lista de produtos estadunidenses para retaliação.

    Mais:

    Mídia: China pode explorar nova 'Rota da Seda' para espionagem de países na Eurásia
    China pode usar 'ferramenta invisível' em guerra comercial com EUA
    Seul anuncia possível comunidade econômica com Pyongyang, Rússia, China e EUA
    China pode provocar falta de smartfones no mundo todo
    Como Rússia, China ou América poderiam iniciar acidentalmente uma guerra nuclear
    Marinha chinesa prova suas capacidades no mar da China Oriental
    Tags:
    Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik