02:06 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, participa do funeral do falecido rei tailandês Bhumibol Adulyadej em Bangcoc, Tailândia (arquivo)

    Na Tailândia, nem o rei escapa do Leão: Monarquia passará a pagar impostos pela 1ª vez

    © AP Photo / Kittinun Rodsupan
    Ásia e Oceania
    URL curta
    130

    Em uma ação sem precedentes para a realeza da Tailândia, o recém-coroado rei Maha Vajiralongkorn passou a controlar diretamente a considerável fortuna de sua família, tornando-a tributável da mesma forma que as finanças de todos os cidadãos tailandeses.

    Dando continuidade à dinastia Chakri após a morte do pai (o popular Bhumibol Adulyadej), Vajiralongkorn recebeu a fortuna completa da família, avaliada em aproximadamente US$ 30 bilhões de dólares.

    Após a transferência de poder, o Conselho Consultivo da Monarquia determinou que a administração de ativos reais — anteriormente mantidos ocultos — seria agora "transparente e aberta ao escrutínio", de acordo com a BBC.

    "Sua Majestade tomou a decisão de fazer com que os 'Ativos de Propriedade da Coroa' estivessem sujeitos aos mesmos deveres e impostos que os ativos pertencentes a qualquer outro cidadão", declarou um porta-voz do conselho.

    A mudança tem implicações de longo alcance, particularmente porque toda a carteira de ativos — escondida da opinião pública desde a criação do conselho consultivo em 1938 — estará agora sujeita às mesmas leis tributárias e regulatórias que impacto sobre os cidadãos comuns.

    Prometendo que a gestão de ativos e as estratégias de investimento seriam transparentes, o órgão consultivo reconheceu que, ao assumir a responsabilidade pela enorme carteira financeira de sua família, o novo rei lidará com "decisões sobre todos os assuntos pertinentes à sua responsabilidade e gerenciamento".

    Tags:
    Conselho Consultivo da Monarquia Tailandesa, Dinastia Chakri, BBC, Maha Vajiralongkorn, Bhumibol Adulyadej, Tailândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik