14:39 27 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

    'Comerciante de guerra e estrangulador da paz': Pyongyang mantém guerra verbal com EUA

    © AP Photo / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    871

    Washington está usando a venda de armas para dominar o mundo, acusa a Coreia do Norte.

    Os norte-coreanos continuam a guerra de palavras com os EUA. Desta vez, Pyongyang acusou Washington de provocar tensões na península de Coreia com o objetivo de obter lucros com a venda de armas para os seus aliados na região. 

    "Estão trabalhando arduamente para engordar os seus monopólios de armamento e provocar um desequilíbrio de forças e uma confrontação militar em várias regiões através da venda de armas", diz um comentário publicado no jornal norte-coreano Rodong Sinmun, citado pela agência central estatal norte-coreana KCNA.

    Apesar de que o comércio de armas é uma prática internacional comum, os EUA estão abusando desta atividade "para além dos fins comerciais, para alcançar a dominação mundial". O jornal classificou o presidente daquele país, Donald Trump, como "comerciante de guerra e estrangulador da paz".

    "A intenção é criar uma situação altamente volátil na península e obter dinheiro vendendo armas e equipamento fabricados nos EUA às forças vassalas", afirma o comentário da KCNA. 

    Mais:

    Coreia do Norte poderia ter danificado seu polígono nuclear
    Coreia do Norte: 'Estamos prontos para eliminar os inimigos que ameaçam o futuro da nação'
    Tags:
    comércio, armas, venda, acusações, tensões, ameaça, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik