03:11 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Soldado na praça Tiananmen, Pequim

    Pequim está preocupada com agravamento da situação na península da Coreia

    © Sputnik / Artur Aleksandrov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2397

    Pequim manifesta preocupação pelo agravamento da situação na península da Coreia e apela às partes do conflito para atuarem com moderação e evitarem declarações provocadoras, disse na segunda-feira (25) o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang.

    "A China está muito preocupada com a escalada da situação na península da Coreia. Consideramos que a situação continua sendo muito difícil e sensível. Achamos que as partes têm de evitar declarações e ações que possam provocar a escalada futura, as partes devem pôr fim às provocações mútuas e atuar com moderação", afirmou Lu Kang.

    Segundo o diplomata, "a escalada na península da Coreia não é do interesse de nenhuma das partes".

    Ele acrescentou que Seul e Pyongyang não devem ceder às emoções mas sim tentar procurar a solução para o problema atual.

    Em 19 de setembro o presidente EUA, Donald Trump, aproveitou o seu discurso na 72ª sessão da Assembleia Geral da ONU para ameaçar a Coreia do Norte, prometendo destruir o país se Pyongyang não parar de colocar a segurança internacional em risco com seus testes nucleares e de mísseis.

    Pyongyang disse, por sua vez, que está pronta para "destruir as bases inimigas com um ataque preventivo e resoluto".

    Mais:

    Menos emoção, mais razão: Lavrov revela estratégia para crise com Coreia do Norte
    Japão não exclui possibilidade da Coreia do Norte testar bomba de hidrogênio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik