23:18 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados sul-coreanos de guarda em um posto de controle na Ponte da Grande Unificação, que leva à aldeia de tréguas Panmunjom, ao sul da zona desmilitarizada que separa as duas Coreias, em Paju, na Coreia do Sul

    Estará Coreia do Norte escavando túneis subterrâneos secretos para atingir Seul?

    © REUTERS / Kim Hong-Ji
    Ásia e Oceania
    URL curta
    15308

    A Coreia do Norte é conhecida pela construção de diferentes tipos de instalações militares subterrâneas. Entre estas estão os túneis escavados por baixo da zona desmilitarizada, desenhados para ser atravessados por milhares de soldados em uma hora, bunkers para as autoridades e muitas outras, revela a mídia.

    Tudo indica que Pyongyang se tem preparado para alcançar vantagem no caso de uma guerra, afirma a revista americana The National Interest. Um dos exemplos mais conhecidos são os túneis norte-coreanos escavados por baixo da zona desmilitarizada até ao território sul-coreano, escreve o artigo.

    Até hoje, foram descobertos quatro túneis. Avalia-se que estas quatro obras subterrâneas sejam capazes de permitir que vários milhares de soldados norte-coreanos atinjam o território sul-coreano apenas em uma hora.

    De acordo com a edição, é difícil determinar o número exato de túneis. A NI afirma que Kim Il-sung, fundador da nação, ordenou que cada uma das dez divisões instaladas na fronteira construísse dois túneis.

    Isto quer dizer que é provável que existam mais de uma dezena de túneis adicionais que ainda não foram encontrados. O ex-general sul-coreano Han Sung-chu assegura que existem ao menos 84 túneis, sendo que vários deles alcançam a capital sul-coreana, Seul.

    O governo sul-coreano, por sua parte, não acredita que os cálculos de Han, nem sequer as suas afirmações em relação à ameaça subterrânea a Seul, sejam credíveis. A suposta escavação de um túnel de uns 40 quilômetros provocaria um monte de resíduos de umas 700 mil toneladas, que nunca foi encontrado por nenhum satélite.

    Outro tipo de instalações subterrâneas são as bases aéreas. Particularmente, Pyongyang conta com três diferentes bases deste tipo em Wonsan, Jangjin e Onchun. Segundo um desertor norte-coreano, caso se desencadeie uma guerra, os aviões Mig-29, Su-25 e NK PLAAF deixariam os aeródromos convencionais e regressariam às bases aéreas subterrâneas.

    E isto tem muita razão de ser, já que as bases aéreas norte-coreanas convencionais seriam as primeiras a ser destruídas caso surgisse um conflito armado, diz a NI.

    Os bunkers para as tropas perto da zona desmilitarizada são mais uma obra subterrânea militar. Um desertor revelou que desde 2004, a Coreia do Norte começou a construir bunkers capazes de esconder entre 1.500 e 2.000 efetivos completamente armados, próximo da fronteira com a Coreia do Sul. Informa-se que teriam sido construídos uns 800 bunkers desse tipo.

    Supõe-se também que teriam sido escavados refúgios especiais para a chefia norte-coreana. Segundo a revista militar sul-coreana, os Estados Unidos consideram que existam entre 6 e 8 mil refúgios desse tipo, dispersados por todo país.

    Além disso, Pyongyang possuirá centenas de trincheiras que escondem artilharia justamente no norte da zona desmilitarizada. Estes sítios são usados para prestar apoio às tropas no caso de uma possível invasão contra Seul. Está calculado que podem existir entre 200 e 500 instalações desse tipo.

    De acordo com o relatório realizado pelo Instituto Nautilus, a Coreia do Norte pode dispor de radares ocultos nos silos dos ascensores, que podem subir que nem um periscópio de um submarino, bases de barcos de patrulhamento com mísseis escondidos nas rochas, bem como túneis de um quilômetro ou mais, onde se esconde o equipamento e veículos e onde também podem se refugiar os residentes das localidades próximas.

    Para os EUA e a Coreia do Sul, a única maneira de lidar com estas instalações é localizá-las. Durante a época de paz, se pode obter este tipo de dados através dos desertores. Uma vez que comece a guerra, será possível encontrar as instalações subterrâneas norte-coreanas através das transmissões de rádio, por exemplo, afirma a mídia.

    Entretanto, a maioria das posições subterrâneas norte-coreanas ainda são uma surpresa para as tropas sul-coreanas e americanas, se resume no artigo.

    Mais:

    Trump faz aceno a Kim Jong-un e diz que norte-coreano é 'muito esperto'
    Qual é a arma mais perigosa de Pyongyang?
    Coreia do Norte ameaça 'punir sem piedade' Israel
    Foreign Policy: Ocidente adora pensar que líder norte-coreano é louco e assassino
    'Kim Jong-un precisa voltar a si, não ficar de joelhos', diz almirante dos EUA
    Tags:
    túneis secretos, rede subterrânea, bunker, Kim Il-sung, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik