18:35 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14141
    Nos siga no

    O presidente Rodrigo Duterte ameaçou "comer" terroristas islâmicos, destacando que ele pode ser muito mais duro do que eles, informa a agência Associated Press.

    "Se vocês querem que eu me torne um animal, estou acostumado a sê-lo. Somos iguais. Posso fazer 50 vezes mais coisas do que vocês", disse o presidente, falando sobre os islamistas durante a cerimônia de inauguração de um torneio esportivo nacional. 

    De acordo com Duterte, se ele encontrasse um terrorista quando estivesse maldisposto, o comeria.

    "Deem-me vinagre e sal, vou comer seu fígado", disse Duterte, falando da eliminação de um dos chefes da organização terrorista Abu Sayyaf.

    Anteriormente, a polícia filipina eliminou um dos líderes da Abu Sayyaf durante um tiroteio na ilha de Bohol. No início de 2004 a organização foi autora do maior atentado na história filipina: mais de 200 pessoas foram vítimas da explosão da balsa SuperFerry-14. O grupo também é famoso por sequestrar pessoas para receber resgate, decapitando os reféns quando não o conseguem.

    O líder filipino tinha afirmado à mídia que, se a lei marcial fosse introduzida no país, ele iria estabelecer tribunais militares para os casos dos islamistas do sul do país, permitindo punir os terroristas por enforcamento.

    Mais:

    Duterte ordena enviar tropas para zona disputada no mar do Sul da China
    Duterte: portos filipinos estão abertos aos navios militares russos
    Presidente filipino xinga deputados europeus
    Tags:
    terrorismo, Rodrigo Duterte, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar