Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Сhega de xingamentos? Duterte acorda em realizar exercícios conjuntos com EUA

© AFP 2021 / NOEL CELISRodrigo Duterte, presidente das Filipinas
Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas - Sputnik Brasil
Nos siga no
Em maio do ano corrente, as Forças Armadas filipinas e americanas realizarão as manobras anuais Balikatan, que serão as primeiras desde a chegada ao poder pelo presidente Rodrigo Duterte, conhecido por suas declarações provocatórias em relação aos países ocidentais, comunicou a agência France-Presse.

Presidente filipino, Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Duterte ordena enviar tropas para zona disputada no mar do Sul da China
Os exercícios, que durarão por 10 dias, vão se focar nas ações na esfera de luta contra o terrorismo e superação de situações de emergência.

"Eles vão se basear em tais cenários como os preparativos para uma tormenta grave que pode abalar as Filipinas, ou possíveis atos de terrorismo", afirmou à AFP um representante do grupo organizador das manobras conjuntas do lado filipino, Celeste Frank Sayson.

"Podemos dizer com toda a certeza que não haverá mais ataques aéreos. Vamos nos focar em prestar ajuda humanitária e civil", acrescentou. 

Os treinamentos, cujo nome pode ser traduzido como "lado a lado", serão os primeitos desde que o presidente filipino Rodrigo Duterte chegou ao poder em julho de 2016.

Philippine President Rodrigo Duterte (4th L) shakes hands with Russia's Rear Admiral Eduard Mikhailov at the anti-submarine navy ship Admiral Tributs at the south pier in Metro Manila, Philippines January 6, 2017 - Sputnik Brasil
Duterte: portos filipinos estão abertos aos navios militares russos
No ano passado, Duterte afrimou que retiraria todo o contingente militar dos EUA do território filipino até o fim do seu mandato, ou seja, até 2022, e não o substituiria por quaisquer tropas estrangeiras. Antes disso, ele afirmou que expulsaria o contingente militar estrangeiro até 2018.

O presidente filipino é conhecido por suas declarações pouco politicamente corretas e posturas críticas em relação ao mundo ocidental. Por exemplo, em setembro do ano passado ele chamou seu ex-homólogo norte-americano Barack Obama de 'filho da p***'.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала