10:33 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    212010
    Nos siga no

    A China propôs à Coreia do Norte suspender os lançamentos de mísseis e o desenvolvimento do programa nuclear em troca da suspensão dos exercícios militares dos EUA e Coreia do Sul, afirmou o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, na quarta-feira (8).

    "A China propõe, como primeiro passo, que a Coreia do Norte suspenda as atividades nucleares e lançamentos de mísseis em troca da suspensão dos exercícios dos EUA e Coreia do Sul", disse Wang Yi. Segundo ele, isso poderá fazer com que as partes reiniciassem as negociações.

    O ministro chinês destacou que a Península Coreana vive uma tensão crescente:

    "Por um lado, a Coreia do Norte ignorou os protestos da comunidade internacional e insiste no desenvolvimento do programa nuclear e lançou mísseis balísticos, violando resoluções do Conselho de Segurança da ONU. Por outro lado, os EUA e a Coreia do Sul realizam exercícios militares de grande escala e aumentam a pressão em relação à Coreia do Norte", disse Wang Yi.

    "Nossa prioridade atual é cessar estas duas tendências", adicionou o chefe da diplomacia chinesa.

    A Coreia do Norte disparou quatro mísseis no mar do Japão na segunda-feira (6), enquanto os EUA e Coreia do Sul se preparavam para exercícios militares, que começaram nesta terça-feira (7), com participação prevista de 17 mil militares norte-americanos e mais de 300 mil sul-coreanos.

    A Coreia do Norte qualificou as manobras militares como uma "provocação", e garantiu que Pyongyang continuará desenvolvendo suas capacidades de autodefesa.

    Mais:

    Opinião: Coreia do Sul é refém do conflito entre EUA e China
    Instalação do sistema THAAD na Coreia do Sul é novo desafio para a Rússia
    Resposta controversa aos jogos perigosos de Kim Jong-un
    Tags:
    Wang Yi, Península Coreana, EUA, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar