18:47 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeira do Taiwan

    São Tomé corta relações com Taiwan e reconhece República Popular da China

    © flickr.com/ Flickr
    Ásia e Oceania
    URL curta
    12162

    Decisão foi tomada durante Conselho de Ministros do pequeno país africano, um dos poucos que ainda reconheciam a soberania de Taiwan sobre todo o território chinês.

    O governo de São Tomé e Príncipe anunciou que vai cortar relações diplomáticas com Taiwan e reconhecer a República Popular da China como "a única China".

    O anúncio foi feito em comunicado saído da reunião de hoje do Conselho de Ministros.

    "O governo da Republica Democrática de São Tomé e Príncipe, após consulta com o chefe do Estado (Evaristo de Carvalho), decidiu nesta data cortar formalmente as relações diplomáticas estabelecidas com Taiwan. O Conselho de Ministros orientou o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades para, pelos canais oficiais, tomar imediatamente todas as disposições adequadas", diz o documento.

    O Ministério das Relações Exteriores da China expressou apoio à decisão, em um período turbulento para as relações entre os dois países após uma ligação entre o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump e a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen.

    "Assinalamos a declaração do governo de São Tomé e Príncipe no dia 20 para quebrar os chamados laços diplomáticos com Taiwan. A China expressa a sua aprovação e acolhe São Tomé de volta ao caminho correto do princípio da China única", disse o ministério em um comunicado

    Mais:

    China apresenta 'protesto diplomático' após ligação entre Trump e presidente de Taiwan
    Donald Trump fala sobre ligação com presidente de Taiwan
    Trump conversa com presidente de Taiwan sob risco de 'raiva' chinesa
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores da China, Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Conselho de Ministros de São Tomé e Príncipe, Tsai Ing-wen, Evaristo de Carvalho, Donald Trump, Taiwan, São Tomé e Príncipe, China, República Popular da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik