14:56 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano Kim Jong-un inspeciona o Exército

    Kim Jong-un inspeciona centro militar criado para 'eliminar' líderes da Coreia do Sul

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    41248

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, visitou uma unidade militar especial que ele criou com o objetivo de planejar a eliminação de figuras-chave do Governo, da Presidência eo Exército da Coreia do Sul, segundo relata a agência de notícias Yonhap.

    Durante a sua visita, Kim Jong-un se mostrou esperançoso de que as tropas da unidade 525 do Exército Popular da Coreia do Norte realizassem com êxito suas “importantes missões de apunhalar os corações dos inimigos com adagas afiadas e quebrar suas costas", disse a Yonhap, citando a agência estatal norte-coreana.

    Em setembro passado, a Coreia do Sul afirmou ter um plano para eliminar o líder norte-coreano se Pyongyang estiver preparando um ataque nuclear. O plano, chamado de "Punição Maciça e Represálias da Coreia”, teria como alvos diretos "locais-chave da Coreia do Norte — incluindo o posto de comando de guerra – e a cúpula do país.

    A Coreia do Norte se diz ameaçada pelos exercícios militares anuais entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos, considerando que as manobras se destina a "decapitar" os líderes de seu país. Por sua vez, tanto Seul quanto Washington se dizem preocupados com o desenvolvimento do programa nuclear de Pyongyang, que já realizou vários testes nucleares apesar das sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU.

    Mais:

    Especialista russo: EUA subestimam capacidades da Coreia do Norte
    Coreia do Norte ameaça atacar vizinho se guerra psicológica não cessar
    Coreia do Sul treina resposta a provocações da Coreia do Norte
    EUA consideram sanções mais severas contra Coreia do Norte após teste nuclear
    Tags:
    ataque nuclear, guerra, exercícios militares, ameaça, sanções, programa nuclear, líderes, plano, Exército Popular da Coreia do Norte, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar