23:27 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte durante visita a Jacarta (Indonésia), setembro de 2016

    Deus manda Duterte deixar de falar palavrões

    © AFP 2019 / BAY ISMOYO
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1294
    Nos siga no

    Presidente filipino afirma que próprio Deus pediu para que ele parasse de insultar o próximo.

    Rodrigo Duterte, que estava no Japão em visita oficial, durante voo de volta para casa, estava olhando pela janela do avião, todos a sua volta estavam dormindo, quando de repente ele ouviu a voz: "Se você não parar de falar palavrões, eu faço este avião cair".

    "E eu perguntei 'quem está falando?', 'sou eu, Deus' foi a resposta", contou Duterte, depois de voltar à sua cidade natal, Davao.

    De acordo com as palavras de Duterte, ele prometeu a Deus que nunca mais insultaria o próximo e nunca mais falaria palavrões, sublinhado que juramento a Deus é um juramento ao povo filipino.

    Duterte é conhecido pelos seus insultos aos líderes mundiais. Antes da cúpula do G20 na China, ele chamou o presidente dos EUA, Barack Obama, de "filho da p***" ao saber que o líder americano supostamente queria falar com ele sobre a morte de mais de 2 mil pessoas, vítimas da luta contra o crime nas Filipinas.

    Duterte chamou de "imbecil" o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, quando ele tocou no assunto das violações de direitos humanos. Antes disso, o líder filipino também insultou o Papa Francisco e o embaixador dos EUA em Manila. Depois de conhecer a resolução do Parlamento Europeu, que critica os métodos de luta contra drogas no seu país, Duterte mandou a União Europeia se f****.

    Mais:

    Presidente das Filipinas continua injuriando líderes mundiais
    Presidente das Filipinas promete 'atravessar o Rubicão' dos EUA para a Rússia e a China
    Filipinas planejam reavaliar exercícios militares conjuntos com EUA
    Disputa territorial com China se torna 'assunto secundário' para Filipinas
    Tags:
    Deus, promessa, Rodrigo Duterte, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar