16:52 15 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O vice-príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita Mohammad bin Salman

    Cooperação entre China e Arábia Saudita preocupa muito os EUA

    © REUTERS / Stringer
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7134

    A China está fortalecendo sua cooperação militar com o principal parceiro dos EUA no Oriente Médio. Foi assinado um acordo de venda de uma remessa de drones chineses Wing Loong para os sauditas. Assim, o Reino da Arábia Saudita, segundo dados de Global Times, se tornou o primeiro país árabe que tem este tipo de drones.

    A mídia árabe destaca que este tipo de drones é capaz de transportar dois foguetes da classe ar-superfície e representar um meio efetivo de controle, bem como pode usar tecnologia de pontaria por raios X.

    Nos últimos anos a cooperação estreita entre os dois países tem aumentado ativamente. O ministro da Defesa da China assegurou que seu país está pronto para elevar a cooperação militar entre os dois países para um novo nível, o que foi apoiado pelo lado saudita.

    A Arábia Saudita representa agora a área principal para o fortalecimento das posições da China no Oriente Médio, considera o analista militar Viktor Baranets:

    "Com o desenvolvimento das relações técnico-militares entre a China e Arábia Saudita, podemos falar do surgimento de um novo eixo Pequim–Riad que tem uma capacidade séria para influenciar a geopolítica global. O exército da Arábia Saudita está sendo reforçado pela China e isso é preocupante para os Estados Unidos. Eles não saúdam o fortalecimento das relações da Arábia Saudita com os seus adversários geopolíticos. China está começando a penetrar cada vez mais no território da influência norte-americana", disse o especialista.

    A Arábia Saudita é um parceiro estratégico para os EUA, mas a China também declara em voz alta seus interesses em outros lugares. Este é um momento bastante sério da geopolítica chinesa que não pode ser ignorado, concluiu Baranets.

    O professor da Academia Diplomática do China Su Hao expressou sua opinião sobre o interesse da China no desenvolvimento de relações militares com a Arábia Saudita.

    Ele opina que a cooperação pode ajudar na luta contra o terrorismo, bem como ajudar economicamente ambos os países – por causa da queda de preços do petróleo a Arábia Saudita agora espera receber uma série de proveitos econômicos.

    Mais:

    Americano desaparecido na China pode ensinar inglês a Kim Jong-un
    China desenvolve bombardeiro estratégico de nova geração
    Ucrânia entrega à China os direitos de fabricação do maior avião de transporte An-225
    Tags:
    cooperação militar, armas, fornecimento, drones, cooperação, EUA, China, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik